sexta-feira, 12 de junho de 2015

14ª Jornada de Agroecologia do Paraná





Irati entra, em contagem regressiva para o grande evento que acontecerá aqui na nossa cidade, nas próximas semanas.Com o lema “Terra livre de transgênicos e sem agrotóxicos”, a Jornada da Agroecologia.

Mais de quatro mil pessoas estarão reunidas na 14ª Jornada de Agroecologia do Paraná, de 24 a 27, em Irati, região sul do Paraná. Na programação conferências, seminários, atividades culturais, troca de sementes. Além disso, serão realizadas cerca de 50 oficinas de trocas de experiência.Com espaços de estudo, realização de oficinas, seminários temáticos, mobilização e troca de experiências, as Jornadas apresentam um acúmulo de formação e articulação nas áreas de agroecologia e um importante contraponto ao modelo do agronegócio e ao uso de transgênicos e agrotóxicos. Neste ano, já estão confirmados seminários com o filósofo e ecologista Leonardo Boff e também do economista e defensor da reforma agrária João Pedro Stédile.

Durante os quatro dias da Jornada, serão realizadas ainda a tradicional Marcha pela Agroecologia e a Feira de Sementes e Produtos da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar e Camponesa, o Túnel do Tempo, exposição dos processos de luta e organização do povo camponês, e apresentações artísticas da cultura popular camponesa.

Essas organizações assumiram coletivamente o compromisso de combater o agronegócio através de ações diretas, políticas, técnicas, ideológica e intelectualmente.

Em outra frente nos somamos ao “movimento agroecológico brasileiro”, e vimos obtendo vitórias decisivas no interior do Estado brasileiro com o avanço prático da agroecologia apoiado por políticas públicas como o PNAE, o PAA e o PLANAPO.

A grandeza das lutas que fazemos, das conquistas alcançadas e dos desafios estruturais e conjunturais que estão postos em nosso país exigem nossa unidade e empenho redobrados.

E os encontros anuais passaram a representar a síntese deste processo, consolidando-se como uma escola popular e camponesa permanente, renovada ao longo de cada ano nos territórios camponeses (assentamentos, acampamentos, pequenas propriedades, escolas,…) e atingindo seu auge nos quatro dias de encontro anuais.
Inicia-se em 2002 em Ponta Grossa, tendo toda uma trajetória no estado Paraná, passando por Cascavel, Francisco Beltrão, Londrina, Maringá e agora acontecerá em Irati, região centro-sul do estado.

Articule em sua comunidade, no seu município, junto às brigadas do MST, os sindicatos, as universidades, os movimentos da Via Campesina, a FETRAF, a ASSESOAR, aos grupos de Economia Solidaria, ao CEFURIA, as Paroquias, um ônibus para o transporte dxs interessadxs, estudantes, professores, pesquisadores, teóricos, funcionários da saúde e da agricultura.

Obs.: A Jornada de Agroecologia não tem nenhum custo ao participantes.


Postar um comentário